Como funciona a contratação do serviço de fotografia de produtos (still)?

Como funciona a contratação do serviço de fotografia de produtos (still)?

Postado por adilson | Maio 15, 2018 | Produtos

Como contratar um fotógrafo de produtos

 

Outra área da fotografia da qual tenho recebido muitas solicitações é a de produtos ou também conhecida como still. Trata-se da fotografia de produtos para websites, catálogos, e-commerce, etc. Como a maior parte das pessoas que me procuram estão fazendo isso pela primeira vez, decidi criar esse post para esclarecer todo o processo desde a solicitação até a entrega.

Solicitações de pequenos empresários

Normalmente essas pessoas estão começando uma nova empresa, ou um negócio de e-commerce e nunca tiveram contato com um fotógrafo ou uma agência de publicidade.
Nestes casos eu procuro orientar o empresário sobre qual o melhor formato (retrato, paisagem ou quadrado), o melhor tipo de arquivo (JPG ou PNG), qual o melhor fundo (branco, transparente ou ambientada).

Solicitações de agências

Esse público já tem conhecimento total do processo envolvido e normalmente são agências cotando trabalho para seus clientes. Os serviços solicitados nesse segmento se concentram em fotos de poucos produtos, mas que exigem maior qualidade pois na maior parte das vezes serão utilizados em catálogos, websites ou campanhas publicitárias. As fotos normalmente são entregues em fundo branco para recorte, pois serão trabalhadas pelas agências.

Que tipos de fotos são geradas

Isso vai depender do objetivo do cliente, mas podemos considerar as seguintes opções:

Fotos com fundo branco

produtos-still-ecommerce-porteiro eletronico-adilson-moralez

Basicamente, esse é o responsável pelo maior volume de solicitações. Aqui se encontram os produtos que serão utilizados em e-commerce. Normalmente são solicitadas várias fotos do produto para mostra-lo em diversos ângulos. Aqui cabe uma informação adicional sobre o fundo ser realmente branco. Alguns fotógrafos fazem a foto do produto sobre uma superfície branca e entregam isso como produto final. Porém, desta forma haverá uma diferença de tonalidade com o fundo branco da tela do site. Pois a tela do site é o branco puro RGB (255,255,255) e nada na natureza chega nessa tonalidade. Para resolver isso existem outras técnicas de como fotografar o produto ou o recorte do mesmo e a inserção do fundo branco puro.

 Fotos ambientadas

Esse tipo é mais solicitado quando a agência ou cliente já tem um uso definido para o produto e querem apresenta-lo em uma composição já pronta. Por exemplo um cortador de grama num jardim, ou um computador numa mesa de escritório.

 

 Fotos com fundo transparente

produto-still-e-commerce-ecommerce-lente-canon-adilson-moralez

Esse caso é mais comum para clientes que trabalham com alguma agência que irá fazer a composição do produto com outros itens, tais como texto, outros produtos, etc. Dependendo da utilização da foto, o tratamento e o recorte do produto tem que ser muito bem feitos para que não apareçam imperfeições quando ele for ampliado em um outdoor ou uma página dupla de revista.
Observação: Neste caso o fundo transparente está mostrando o próprio fundo da tela que é branco.

 

Como os produtos são classificados (complexidade)

Isso é muito interessante e gostaria de me aprofundar aqui, pois os clientes não têm essa noção de complexidade de iluminação dos produtos e como isso influencia no preço.

Opacos

panela-camicado-staub-produto-still-adilson-moralez-fotografia

Esses são os mais simples e por consequência com o custo por foto mais baixo. Por serem opacos apresentam um bom contraste com o fundo branco o que facilita o recorte (isolamento) do produto em relação ao fundo. Ainda nos opacos existe um fator de complicação que são os produtos muito brancos, que obviamente se confundem com o fundo.
Aqui se encaixam a grande maioria dos produtos, tais como, bolsas, calçados, roupas, algumas bijuterias, etc.

Translúcidos

produto-still-e-commerce-ecommerce-tacaAqui se encontram os produtos que permitem a passagem da luz através deles e por isso criam uma grande complexidade na forma de iluminá-los e garantir que a foto trará sua real cor e textura.Alguns exemplos são: bebidas como vodca, vinhos brancos, perfumes, alguns tipos de joias, etc.
Observação: Neste exemplo pode-se notar a borda criada entre a foto e fundo branco da tela, pois nesse caso o fundo da foto não é o branco puro, que citei acima.

 

Reflexivos

Esses são os mais complexos de serem fotografados, pois por refletirem a luz acabam “denunciando” tudo que está ao seu redor, incluindo a iluminação e o próprio fotógrafo e câmera. A produção para fotografá-los exige um arsenal de traquitanas e muita criatividade para isolá-los no estúdio.
Alguns exemplos: produtos espelhados, cromados, a maior parte das joias, etc.

 

Em que formato de arquivo as fotos são entregues

Basicamente vai depender da utilização da imagem e podemos ter as seguintes opções:

JPEG – Responsável pela grande maioria o JPEG ou JPG, é o formato mais flexível e garante uma boa qualidade para utilização na web (site ou e-commerce) ou para impressões em papéis fotográficos. A grande vantagem desse formato é que permite uma grande compactação do arquivo reduzindo drasticamente seu tamanho sem uma perda significativa na qualidade da imagem.
PNG – Ainda que também seja usado para web como o JPG, ele é mandatório quando se deseja um fundo transparente.
TIFF – Esse formato é utilizado para impressões em gráfica (offset). Em geral os arquivos são enormes e por não permitem compactação mantém a qualidade máxima da imagem.
PSD – Esse formato é o padrão do Photoshop e não é usual ser entregue ao cliente final. Algumas agências porém pedem, pois conseguem dar seguimento ao tratamento da imagem sem perda de conversão para outros formatos.

Como o trabalho é cobrado

A forma de cobrança varia de profissional para profissional, mas no meu caso eu considero o volume, a complexidade e o local onde as fotos serão feitas. Os preços mais baixos são dos produtos opacos e aumentam para os reflexivos e translúcidos. Também considero um valor menor para 100 produtos do que apenas 10. Sai mais em conta fotografar no meu espaço do que me deslocar e ter que montar o estúdio no local do cliente.
Bem, esse é um pequeno resumo do que tenho recebido de solicitações de fotografia de produtos. Para que eu possa entender qual é sua necessidade clique aqui e entre em contato. 

Blog Comments

Excelente texto. Simples e direto. Parabéns, Adilson.

Adicionar comentário

*Complete os campos corretamente